Inovação aberta impulsiona o setor da aviação! | Findeslab
logo

Somos um hub de inovação para a indústria.

Apoiamos as empresas e os empreendedores em todo o processo de inovação, dos desafios às soluções.

Facebook

2 days ago

FindesLab

Um estudo da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre) mostrou que o Brasil produz cerca de 33 milhões de toneladas de resíduos industriais. A entidade acredita que 25 milhões não recebem o descarte correto.

Com o objetivo de mudar esse quadro, o Instituto Senai de Tecnologia (IST) em Metalmecânica, localizado em Maringá, desenvolveu uma solução para dar o destino certo aos resíduos gerados pelo processo de usinagem, dentre eles estão os cavacos e pedaços de aço.

O protótipo criado pela equipe do IST também permite que o calor gerado na atividade seja usado para aquecer até 500 litros de água a custo zero e sem emissão de carbono. Empresas do Canadá e dos Estados Unidos demonstraram interesse nesse projeto do @senaipr
... See MoreSee Less

View on Facebook

Inovação aberta impulsiona o setor da aviação!

Inovação aberta impulsiona o setor da aviação!

 

Primeiro teste com avião autônomo contou com a ajuda da inovação capixaba

A tecnologia implantada no primeiro teste com avião autônomo no Brasil é um aperfeiçoamento do modelo deautomação do Iara (Intelligent Autonomous Robotic Automobile), o veículo  autônomo desenvolvido pela Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo)  que percorreu 74 quilômetros, partido do Campus de Goiabeiras, em Vitória, até a Praia de Meaípe, em Guarapari.

Durante 6 meses, pesquisadores da Embraer, em parceria com a Ufes, atuaram em modelos matemáticos, integração e adaptação para uma aeronave e mapeamento do espaço onde o teste iria acontecer.

 

O Teste

O sistema autônomo, que possui sensores a laser, GPS, câmeras e inteligência artificial foi acoplada em um protótipo de aeronave do tipo Legacy 500. A trajetória traçada passou por inúmeros testes antes de partir para pista. O sistema foi responsável por frear, acelerar e conduzir a aeronave na pista.

O ensaio foi realizado na última semana de agosto, na Unidade da Embraer em Gavião Peixoto, no interior de São Paulo e contou com o acompanhamento de dois pilotos que estavam na cabine. Eles atuariam caso houvesse algum problema.

 

Confira o teste!

 

 

Inovação é progresso

A aposta da Embraer em abrir suas portas para a inovação aberta reflete a nova realidade das empresas. Elas precisam inovar para continuar competitiva no mercado. É esse o foco do Findeslab, possibilitar esse modelo de inovação conectando instituições, como a Ufes que faz parte do nosso ecossistema, com empresas que desejam inovar. É estimular o progresso!

Sem comentários

Postar um comentário

Comentar
Nome
Email
Website